5 dicas para preparar a sua clínica ou consultório no processo de implantação do QuarkClinic

O processo de implantação de um software ou um novo software pode ser desafiador para muitas clínicas e consultórios que já vêm há algum tempo usando outro sistema ou mesmo o papel, acostumados com uma certa rotina de atividades na operação.

Neste período de mudança, é natural ter certa resistência por parte da equipe na usabilidade da nova plataforma, ter dúvidas, ter que planejar um novo fluxo de processos e fazer com que tanto os clientes quantos os colaboradores desfrutem de todo o potencial de benefícios da solução contratada.

Separamos 5 dicas que vão ajudar no processo de implantação do QuarkClinic no seu negócio, confira quais são abaixo:

1. Esteja aberto à mudança

É muito importante que esteja de fato preparado para adquirir um novo sistema e seja uma necessidade para o bom desenvolvimento do negócio. Não apenas para você, como administrador ou dono, mas é necessário avaliar também o que sua equipe acha de uma possível mudança. Esta atitude pode evitar a rejeição do funcionário ou a dificuldade na adaptação durante a implantação da plataforma.

2. Reserve um tempo na agenda para os acompanhamentos e treinamentos

Ao iniciar a implantação de um sistema é preciso fazer o planejamento do tempo que precisará para aprender a manusear a ferramenta e fazer as primeiras configurações.

Vale salientar que é necessário também programar-se quanto à organização de informações para cadastro no sistema, por exemplo: e-mails para acessos dos usuários, números de registros dos conselhos dos profissionais de saúde e códigos de operadoras de convênios. Dessa forma, será mais fácil e rápido as configurações iniciais para o funcionamento da sua clínica.

Até iniciar o uso de fato, pode levar em torno de 15 a 30 dias. Este é o período de transição no qual serão feitos acompanhamentos contínuos com a equipe do QuarkClinic e serão realizados os treinamentos. Além do mais, são disponibilizados materiais educativos para auxiliá-los no aprendizado.

Leia mais:

3. Entender quais são as funcionalidades primárias e secundárias para o perfil da clínica

Você sabe o que quer dizer funcionalidades primárias e secundárias para o perfil da clínica? Por exemplo, uma clínica de teleconsulta deveria ter como prioridade os módulos de telemedicina, agendamento online e prontuário digital e não painel de chamadas ou totem. 

Definido estes módulos primários, pode-se pensar em funcionalidades secundárias como: controle financeiro, relatórios e disparo de e-mails automáticos. Ou seja, saber o que deve ser priorizado primeiro ajuda o processo de implantação ser mais eficiente e otimizado!

4. Informe as funcionalidades chaves para iniciar a ativação

Em um dos momentos de alinhamento com a equipe de implantação, você pode deixar claro quais serão as funcionalidades prioritárias para dar o start no uso da ferramenta. Será traçado um caminho inicial até ir avançando para novos módulos ou operações mais complexas.

Importante! Antes de iniciar o uso do sistema, deve-se validar se a funcionalidade realmente foi implantada e está em funcionamento junto com o analista responsável que está fazendo o acompanhamento.

5. Pratique e tire dúvidas com nosso suporte especializado

É importante praticar no sistema todas as orientações passadas pela equipe, além de rever os vídeos e materiais de apoio, e as dúvidas que forem surgindo serão sanadas pela nossa equipe de suporte através do chat na plataforma, WhatsApp ou e-mail.

Quer iniciar a transformação digital da sua clínica? Fale agora com um consultor!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *